Pular para o conteúdo principal

Qual o pneu mais indicado para minha bicicleta?

Mercado oferece opções para diversas atividades, performances e bolsos

 O pneu é uma peça da bike que merece fundamental atenção e pesquisa na hora de escolher um modelo. Enquanto peça que fica em contato direto com o solo, ele precisa oferecer conforto, segurança, performance e, se possível ainda ser durável e resistente às características do solo. Saiba qual o modelo e tipo escolher para sua bicicleta. Para isso, leve em conta as condições do exercício que está prestes a fazer, e qual o terreno no qual a bicicleta será utilizada.

Tamanho do pneu

Ao comprar seu pneu, verifique se ele se adequa ao diâmetro dos aros de sua bicicleta. Para descobrir este valor, procure nos pneus já instalados medidas como “26 x 1,5” ou “26 x 2”. O primeiro valor se refere ao diâmetro, e é o que dá o “nome” ao aro - aro 26, aro 27,5, aro 29. O segundo valor se refere à largura do pneu.



Os aros 26 são os utilizados em boa parte das bicicletas, tanto nas de lazer, como nas de MTB. No entanto, esta última categoria também já está incorporando aros 27,5 e 29, maiores e mais eficazes para superar obstáculos do terreno. A largura está diretamente ligada ao conforto e inversamente ligada à velocidade. Um pneu mais largo, portanto, é mais confortável, melhor para curvas, mas mais lento, pois oferece mais atrito com o solo. Os pneus mais finos são mais velozes, no entanto, piores para curvas e menos confortáveis por ter menos ar em seu interior.

Ranhuras e cravos dos pneus

O desenho que a banda externa do pneu apresenta diz muito sobre sua característica e sua performance. Os pneus slicks (sem cravos), por exemplo, são mais indicados para uso em asfalto. São mais confortáveis para pisos lisos, e apresentam boa aderência em pistas de concreto mais regulares.

Os pneus com cravos também são bastante variados. Os que possuem cravos maiores apresentam melhor desempenho em terrenos com lama.

Os que têmcravos menores são ideais para estradas de terra batida, porém seca. A distância entre os cravos também determina a quantidade de aderência e atrito entre a borracha e o chão. Para ciclistas que utilizam a bike como meio de transporte e enfrentam terrenos diferentes com o mesmo pneu, existem opções híbridas, de slicks com travas pequenas, que podem ser um bom coringa.

Arame ou Kevlar?

O talão, que é a parte dura a qual fica em contato com o aro, possui um revestimento rígido, normalmente de arame ou Kevlar (substância leve e dura utilizada em coletes à prova de bala). O Kevlar é mais leve e resistente que o arame - pode inclusive ser dobrado, facilitando o transporte. No entanto, é mais caro do que o arame, que também pode ser uma boa escolha.

Calibragem


Mantenha seu pneu sempre calibrado. É importante observar sempre as orientações do fabricante sobre o respectivo modelo de pneu. Lembre-se apenas de que pneus com mais ar são mais rápidos, porém podem perder tração com maior facilidade em pisos lisos. Pneus mais murchos, por sua vez, se desgastam mais e furam mais facilmente.

Acesse e conheça todos os pneus disponíveis!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça as principais rotas de bike pela Europa

Já conhece os melhores locais para pedalar na sua cidade? Parques, trilhas e ciclovias? Então que tal explorar as principais rotas de bike pela Europa? É previsto que todo o continente esteja ligado por ciclovias até 2020. Mas não é preciso esperar tanto tempo. Muitos países europeus já contam com várias opções de rotas prontas para serem exploradas. Então confira a lista a seguir e comece a planejar o seu roteiro.

Rotas para pedalar pela Europa

Holanda - Amsterdã


São mais de 400 quilômetros de ciclovias. O primeiro lugar dessa lista só poderia ser de Amsterdã, conhecida como o paraíso ciclista com toda a razão. Você pode conhecer a cidade toda pedalando. O terreno é plano e ideal até mesmo para ciclistas iniciantes. Vale explorar museus e toda a vida cultural da cidade.

França - Região de Provença

Estradas vazias, degustação de vinhos, campos de lavanda. Só falta você e sua bike nessa paisagem, não é mesmo? Essa rota une belas paisagens e muitos momentos de paz em contato com a natur…

Como a bicicleta pode tirar crianças do sedentarismo

A falta de exercícios físicos pode ser muito prejudicial à saúde em qualquer idade, até mesmo para crianças que já são naturalmente mais ativas. No entanto, vale destacar que atividade física é diferente de exercício físico. O primeiro termo se refere a qualquer movimento feito pelo corpo humano que gaste energia, como tarefas simples do dia a dia, por exemplo: subir escadas, andar até a escola e brincar durante o recreio.

Saiba quais são as ciclovias mais bonitas do mundo

Uma das maiores vantagens de pedalar é poder apreciar belas paisagens. Mais do que um meio de transporte, o ciclismo é um estilo de vida. Em um mundo com tantas responsabilidades e a constante sensação de que não sobra tempo livre, fica cada vez mais importante investir em qualidade de vida. E ter uma bike é uma forma divertida e econômica para curtir mais a vida. Se você é apaixonado por pedalar, então confira essa lista e saiba quais ciclovias você precisa conhecer.

As ciclovias mais bonitas do mundo

- Ciclovia do rio Reno
Você pode conhecer quatro países pedalando 1.200 km em um terreno plano e acessível. Suíça, Alemanha, Holanda e França. O percurso ao lado do rio Reno é um dos favoritos de ciclistas apaixonados por natureza e história.

- The Van Gogh-Roosegaarde
A ciclovia, localizada na Holanda, absorve a energia solar durante o dia e libera luz durante a noite, iluminando o caminho dos ciclistas. A tecnologia utilizada se chama Starpath, que significa caminho das estrelas. O pro…