Pular para o conteúdo principal

Redescobrindo a Bicicleta aos 80 anos

Andrea Learned é Escritora e Consultora Independente de Negócios, com um histórico de 30 anos pedalando e vivendo em lugares como Portland – Oregon, Burlington – Vermont, e atualmente em Seattle – Washington. Fã ávida da Nutcase, ela entrou em contato conosco para compartilhar a história inspiradora de seu pai que voltou a pedalar aos 80 anos. O artigo abaixo conta o que inspirou ele a voltar a pedalar...

Voltando a Pedalar aos 80 anos

Tenho uma vaga lembrança de ver meu pai indo trabalhar de bicicleta em um dia de primavera em Michigan, no início dos anos 70. Também me lembro que isso não durou muito tempo. Assim como muitas pessoas que tem consciência dos benefícios que pedalar oferece, a vida segue em frente e muitas vezes não permite a pessoa a persuadir este caminho.



40 anos mais tarde, como de costume, passamos uma semana reunidos em uma casa no Lago Michigan durante o verão. Após ver seus filhos (todos agora com mais de 50 anos) e netos saindo para se divertir em bicicletas de aluguel, meu pai se motivou a voltar a pedalar.

Então, na viagem de 3 horas de volta para a casa em 2015, ele parou em uma loja de bike e comprou sua primeira bicicleta após décadas. Claro que meu pai ficou surpreendido com todo o conforto e tecnologia das bicicletas hoje em dia. Quem diria?!

Nunca é Tarde Demais

Meu pai sempre foi bem ativo, e consciente da sua forma física, mas ficou bem mais atento à sua saúde após receber o diagnóstico de diabetes tipo 2. A partir de então, os exercícios físicos tinham um propósito. Levantar pesos e fazer alongamentos em casa era uma coisa, mas fazer atividades ao ar livre em um lindo dia de primavera era algo totalmente diferente.



Segue o que ele me contou:

Ficar sentado em uma bicicleta ergométrica na academia é muito entediante em comparação a pedalar pelas ruas de Ann Arbor, quando o tempo está bom. Estou vendo minha comunidade com novos olhos e tendo ótimas conversas com as pessoas quando paro para descansar. Estou definitivamente relembrando o tempo em que era criança e saia pedalando, mas provavelmente hoje consigo tirar mais proveito disso.

Segurança em Primeiro lugar

A outra parte da história é que meu pai é profissional da área de medicina. Teve uma longa e plena carreira como médico, sendo os últimos 20 anos como parte do corpo docente da Universidade de Medicina de Michigan. Este fato é importante porque nós, seus filhos (4 no total) ouvíamos um sermão sobre segurança sempre que iniciávamos um esporte ou uma atividade nova. Tanto que, costumávamos ficar entediados a cada sermão (imaginávamos se todos os pais eram desse jeito?!)

Eu e meus irmão sobrevivemos a infância sem sofrer lesões graças as lições sobre segurança que ele nos ensinou. E sem contar que, para um senhor que cuidou de várias vítimas de acidente de bicicleta e moto, a segurança era sua principal preocupação.

Nas palavras dele:

Quando eu trabalhava no pronto socorro, costumávamos chamar os acidentados de bicicleta e motocicleta de “Ciclo Doadores”, pois era frustrante ver que muitos desses traumas na cabeça poderiam ter sido evitados caso estivessem usando a devida proteção. Então com base nisso, é claro que eu tinha que me certificar que meus filhos tivessem o hábito de usar capacete! E agora, como eu me considero um “senhor ciclista”, qualquer queda pode se tornar em algo muito mais sério. O capacete adiciona uma importante camada de proteção, então estou satisfeito que a tecnologia está sempre melhorando e os diversos estilos de capacete disponíveis hoje torna isso ainda mais agradável.
Exercícios, Liberdade e Diversão

Se você está lendo este artigo, significa que já pertence ao “coro” dos que gostam de pedalar. Porém, talvez você ainda não se deu conta da diferença que pode fazer ao incentivar um membro da sua família com mais idade a experimentar. Ver meu pai com muito mais disposição para exercícios em geral, e ver a total mudança de perspectiva dele sobre sua comunidade em Michigan, tem sido mágico. Seu entendimento sobre novas tecnologias também melhorou. Assim como qualquer pessoa fitness que usa diversos aplicativos, meu pai adora me atualizar sobre seus quilômetros percorridos através de mensagens de texto.

Por fim, de acordo com minha perspectiva, o fato dele pedalar significa que agora temos mais opções de diversões quando meus pais vêm me visitar em Seattle (golfe é a atividade preferida da minha mãe). No último verão, pedalamos um razoável percurso na trilha Burke Gilman. Após o passeio e um ótimo bate papo, encontramos com minha mãe em um bistrô ao lado da trilha para um agradável almoço de domingo. Nada se compara a isso.



Postado originalmente em: https://nutcasehelmets.com/blogs/news/rediscovering-biking-in-your-80s (em inglês).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça as principais rotas de bike pela Europa

Já conhece os melhores locais para pedalar na sua cidade? Parques, trilhas e ciclovias? Então que tal explorar as principais rotas de bike pela Europa? É previsto que todo o continente esteja ligado por ciclovias até 2020. Mas não é preciso esperar tanto tempo. Muitos países europeus já contam com várias opções de rotas prontas para serem exploradas. Então confira a lista a seguir e comece a planejar o seu roteiro.

Rotas para pedalar pela Europa

Holanda - Amsterdã


São mais de 400 quilômetros de ciclovias. O primeiro lugar dessa lista só poderia ser de Amsterdã, conhecida como o paraíso ciclista com toda a razão. Você pode conhecer a cidade toda pedalando. O terreno é plano e ideal até mesmo para ciclistas iniciantes. Vale explorar museus e toda a vida cultural da cidade.

França - Região de Provença

Estradas vazias, degustação de vinhos, campos de lavanda. Só falta você e sua bike nessa paisagem, não é mesmo? Essa rota une belas paisagens e muitos momentos de paz em contato com a natur…

Como a bicicleta pode tirar crianças do sedentarismo

A falta de exercícios físicos pode ser muito prejudicial à saúde em qualquer idade, até mesmo para crianças que já são naturalmente mais ativas. No entanto, vale destacar que atividade física é diferente de exercício físico. O primeiro termo se refere a qualquer movimento feito pelo corpo humano que gaste energia, como tarefas simples do dia a dia, por exemplo: subir escadas, andar até a escola e brincar durante o recreio.

Saiba quais são as ciclovias mais bonitas do mundo

Uma das maiores vantagens de pedalar é poder apreciar belas paisagens. Mais do que um meio de transporte, o ciclismo é um estilo de vida. Em um mundo com tantas responsabilidades e a constante sensação de que não sobra tempo livre, fica cada vez mais importante investir em qualidade de vida. E ter uma bike é uma forma divertida e econômica para curtir mais a vida. Se você é apaixonado por pedalar, então confira essa lista e saiba quais ciclovias você precisa conhecer.

As ciclovias mais bonitas do mundo

- Ciclovia do rio Reno
Você pode conhecer quatro países pedalando 1.200 km em um terreno plano e acessível. Suíça, Alemanha, Holanda e França. O percurso ao lado do rio Reno é um dos favoritos de ciclistas apaixonados por natureza e história.

- The Van Gogh-Roosegaarde
A ciclovia, localizada na Holanda, absorve a energia solar durante o dia e libera luz durante a noite, iluminando o caminho dos ciclistas. A tecnologia utilizada se chama Starpath, que significa caminho das estrelas. O pro…