Pular para o conteúdo principal

Conheça mais sobre os itens de segurança para pedalar a noite

A pedalada noturna é uma atividade bastante agradável. Depois que o sol se põe, geralmente o trânsito fica mais tranquilo, há menos pedestres nas ruas, a temperatura é amena e o céu fica iluminado. Por isso, alguns ciclistas realmente preferem treinar em meio à escuridão, mas há outros sem opção, pois retornam do trabalho neste horário e pedalam como meio de transporte.

Mas andar de bike neste período exige atenção redobrada. Apesar do tráfego reduzido e da iluminação urbana, a visibilidade a noite é reduzida tanto para o ciclista quanto para motoristas de motos e veículos, o que contribui para colisões. No entanto, algumas dicas e acessórios podem diminuir as chances de acidentes e tornar a pedalada noturna mais segura. Descubra logo abaixo.

Acessórios e hábitos para uma pedalada segura

Os principais acidentes envolvendo bicicletas no período noturno ocorrem por falta de atenção e/ou visibilidade do próprio ciclista, ou ainda por colisões com automóveis. No primeiro caso, há obstáculos na via que são facilmente percebidos durante o dia, mas que à noite podem passar despercebidos e provocar quedas, como buracos, pedras, desvios e até mesmo pedestres e outros ciclistas. Já no segundo caso, seja por falta de sinalização da bike ou por imprudência dos motoristas, os principais acidentes entre carros/motos e bicicletas são frontais ou laterais.
Por isso, para garantir mais segurança e reduzir os riscos de acidentes, é fundamental que o ciclista e a bicicleta sejam sinalizados e que o ciclista esteja atento a tudo que ocorre ao seu redor, para conseguir agir defensivamente quando necessário.
Uma dica simples é utilizar roupas de cor clara que facilitem a identificação. Caso isso não seja possível, tenha sempre em mãos um colete com faixas reflexivas para vestir. O capacete também é um item de segurança que pode contribuir para a visibilidade se você colar faixas reflexivas e adaptar leds e faróis nele. Existem ainda faixas reflexivas com velcro que grudam na roupa e podem ser usadas na região dos braços, pernas e costas. Percebeu que é mesmo importante ser visto, né?

Já na bicicleta, o ideal é utilizar um farol de luz branca na frente para iluminar o caminho (e avisar motoristas e pedestres que você está ali), e uma luz vermelha na traseira. Se tiver a opção, utilize luzes pisca-pisca, pois estudos revelam que elas são melhores do que a luz contínua para chamar atenção. As luzes de LED também são recomendáveis, pois tem boa durabilidade e funcionam com pilhas ou baterias recarregáveis - mas há também as lâmpadas incandescentes, as halógenas e as de xênon.
Em termos de direção, é importante rodar em velocidade baixa durante a noite e prestar muita atenção em áreas movimentadas e cruzamentos. Também redobre o foco quando passar por ruas e bairros com vida noturna e baladas, pois os motoristas alcoolizados podem não enxergar você. Por melhor que seja andar de bicicleta com fones de ouvido, à noite é importante poder contar com a audição para perceber o ambiente ao seu redor e antecipar algum problema.

O que diz o Código Brasileiro de Trânsito (CBT)

De acordo com o CBT, a bicicleta deve circular pela ciclovia, ciclofaixa ou acostamento. Porém, em caso de ausência destas vias, o ciclista deve ficar nos bordos da pista, sempre no mesmo sentido de direção dos automóveis. Isso é válido tanto para pedaladas noturnas como para diurnas.
O pedestre sempre tem preferência em relação ao ciclista, e o ciclista por sua vez tem preferência em relação ao automóvel. Por isso, não é recomendada a circulação de bicicletas pelas calçadas. A lei também obriga o uso de refletores na parte dianteira, traseira e lateral das bicicletas, bem como nos pedais, além de espelho retrovisor do lado esquerdo e campainha.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

As principais competições de ciclismo no Brasil

De repente você sente que precisa de uma atividade física, compra uma bike para pedalar aos finais de semana, e quando percebe já está indo trabalhar e planejando viagens sob as duas rodas da magrela. O ciclismo é assim, conquista todos e sempre deixa uma vontade de quero mais! Se você se identifica como um apaixonado por ciclismo e quer pedalar por todo o país participando das principais competições, então confira esse texto até o final e monte o seu roteiro.

Competições de ciclismo no Brasil Tour do Rio e Desafio do Tour do Rio O Desafio do Tour do Rio é um preparatório para o Tour do Rio, uma das maiores competições de ciclismo em toda a América Latina. O Desafio do Tour do Rio reúne amadores e profissionais no esporte. Já o Tour do Rio, concentra atletas profissionais em um trajeto com mais de 800 quilômetros.

Suba 100 Milhas
Realizada na Bahia, a competição Suba 100 Milhas reúne diversas idades separadas em categorias, tanto femininas quanto masculinas. O trajeto é marcado por de…

10 Passos para Montar uma loja de bicicletas

Você está pensando em abrir a sua própria loja de bicicletas? Então você está no lugar certo, separamos aqui uma lista com os 10 passos fundamentais para você montar uma loja de bicicletas de sucesso.



Passo 1 - Plano de NegóciosAntes de abrir sua bike shop, é extremamente importante calcular cada detalhe. O primeiro passo é criar um plano de negócios. Ele vai permitir que você defina de maneira clara, cada detalhe do seu negócio, enxergando as falhas, as oportunidades, quais pontos devem ser alterados e quais devem ser mantidos.
Um plano de negócios bem elaborado, vai ser o alicerce para o sucesso do seu empreendimento. Em uma planilha responda:
Qual é a região de atuação que deseja atingir com seus produtos ou serviços? Quais os produtos vai vender? Quais os serviços vai oferecer? Quem é o seu público-alvo? Existem concorrentes? Quais? Quanto espera crescer no primeiro ano? Quanto de Capital vai necessitar para abrir a loja? De onde virão os recursos? Quantos funcionários deseja contratar…

Qual é a pressão ideal para calibrar o pneu da sua bike?

Assim como os pneus de carros precisam da calibragem correta, de acordo com a carga que o automóvel transporta e com o terreno onde vai rodar, também as bicicletas demandam um acerto na pressão dos pneus. Isso é fundamental para garantir a eficiência das pedaladas, amortecer impactos e ainda garantir aerodinâmica nas curvas.

Afinal, os pneus não amortecem bem nem absorvem as irregularidades da rota quando estão muito cheios. Mas, quando murchos, eles também podem danificar a estrutura das rodas e furar com mais facilidade, pois a área de contato com o solo aumenta. Descubra como acertar a calibragem da sua bike e obter o melhor proveito dela!