Pular para o conteúdo principal

Saiba a hora certa para trocar a corrente

 Quem anda de bicicleta sabe a importância de manter a manutenção em dia para evitar acidentes e imprevistos. Dentre os itens mais importantes em uma bike, a corrente é o principal. Uma corrente gasta tende a quebrar no momento da arrancada ou quando o ciclista pedala em pé, o que gera mais força e peso. Dessa forma, quando a corrente quebra, a bicicleta vira para frente e o ciclista pode sofrer um grave acidente.


Para evitar que isso ocorra é preciso sempre observar a corrente e trocar por uma nova quando assim for necessário. O uso faz com que a corrente vá se desgastando e, com o tempo, os dentes deixam de se encaixar corretamente nas engrenagens. Pedalar em terrenos que exigem mais esforço como areia, lama e terra, acelera esse processo. Além do piso, a inclinação e até mesmo o clima também influenciam.
Você pode prolongar o uso da corrente com alguns cuidados básicos. Com frequência, limpe a sujeira que fica na corrente antes que a mesma acumule e fique difícil remover. Mantenha a lubrificação de acordo com o uso. Utilize óleo se suas rotas costumarem passar por lama e umidade em trilhas, ou lubrificante à base de teflon para pedalar no asfalto.
Ao comprar uma nova corrente é preciso observar o tamanho dela. A corrente precisa ser do tamanho ideal para abranger as engrenagens. É importante também que não force as molas do câmbio traseiro.
O cuidado com a corrente deve ser uma constante para todos os ciclistas, exigindo atenção extra de quem participa de competições, faz trilhas e cicloturismo. Uma corrente nova pode custar entre 35 e 150 reais, a marca e modelo vão variar de acordo com o perfil de uso do ciclista.

Saiba a hora certa para trocar a corrente

Você pode comprar uma ferramenta para evitar dúvidas no momento de trocar a corrente, trata-se de uma chave com três dentes onde você encaixa a corrente para avaliar a sua qualidade. Quando a corrente não se encaixa totalmente e sobra um espaço, isso indica que ela está em boas condições. Por outro lado, se a corrente encaixa totalmente, significa que está gasta e chegou o momento de substituir por uma nova.
Um medidor de corrente custa entre 80 e 160 reais. Caso ainda não tenha um, você pode procurar um mecânico e pedir para medir a corrente. Vale lembrar que correntes bem conservadas aumentam a durabilidade do cassete, que pode aguentar a troca de até dez correntes se os cuidados forem observados.

Sem um medidor próprio para essa finalidade fica difícil avaliar a qualidade da corrente e saber o momento da troca. Busque observar se os elos estão folgados e se os dentes se encaixam corretamente.
Além disso, observe qualquer barulho ou funcionamento fora do comum na sua bike, e não demore a procurar auxílio de um profissional na área em caso de qualquer dúvida ou receio. Com a manutenção em dia, sua bike vai durar mais anos e suas pedaladas serão muito
mais tranquilas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

10 Passos para Montar uma loja de bicicletas

Você está pensando em abrir a sua própria loja de bicicletas? Então você está no lugar certo, separamos aqui uma lista com os 10 passos fundamentais para você montar uma  loja de bicicletas  de sucesso. Passo 1 - Plano de Negócios Antes de abrir sua bike shop, é extremamente importante calcular cada detalhe. O primeiro passo é criar um plano de negócios. Ele vai permitir que você defina de maneira clara, cada detalhe do seu negócio, enxergando as falhas, as oportunidades, quais pontos devem ser alterados e quais devem ser mantidos. Um plano de negócios bem elaborado, vai ser o alicerce para o sucesso do seu empreendimento. Em uma planilha responda: Qual é a região de atuação que deseja atingir com seus produtos ou serviços? Quais os produtos vai vender? Quais os serviços vai oferecer? Quem é o seu público-alvo? Existem concorrentes? Quais? Quanto espera crescer no primeiro ano? Quanto de Capital vai necessitar para abrir a loja?

As principais competições de ciclismo no Brasil

De repente você sente que precisa de uma atividade física, compra uma bike para pedalar aos finais de semana, e quando percebe já está indo trabalhar e planejando viagens sob as duas rodas da magrela. O ciclismo é assim, conquista todos e sempre deixa uma vontade de quero mais! Se você se identifica como um apaixonado por ciclismo e quer pedalar por todo o país participando das principais competições, então confira esse texto até o final e monte o seu roteiro. Competições de ciclismo no Brasil Tour do Rio e Desafio do Tour do Rio O Desafio do Tour do Rio é um preparatório para o Tour do Rio, uma das maiores competições de ciclismo em toda a América Latina. O Desafio do Tour do Rio reúne amadores e profissionais no esporte. Já o Tour do Rio, concentra atletas profissionais em um trajeto com mais de 800 quilômetros. Tour do Rio Suba 100 Milhas Realizada na Bahia, a competição Suba 100 Milhas reúne diversas idades separadas em categorias, tanto femininas quanto masculinas

As principais competições internacionais de ciclismo

Só quem é apaixonado por ciclismo sabe a emoção e a adrenalina que a vida sob duas rodas proporciona, não é mesmo? O vento no rosto, o contato com a natureza, um tempo livre para ficar sozinho. Imagina levar essa emoção em viagens ao redor de todo o planeta? Se você gosta de viajar e é apaixonado por pedalar, você pode montar um roteiro para acompanhar as principais competições internacionais de ciclismo. Mas, se não der pra ir pessoalmente, vale acompanhar os resultados por aqui mesmo. Competições internacionais de ciclismo - Tour de France Essa competição é uma das mais conhecidas e se destaca pela velocidade. O Tour de France tem uma velocidade média diária de mais de 40 km/h ao longo de por 21 dias. No total, são mais de 3.400 km a serem percorridos. E não basta completar o trajeto, é preciso estar dentro de um percentual pré-determinado de tempo para continuar até o final. - Race Across America De Oceanside, na Califórnia, até Annapolis, em Maryland, são quase 5